Saltar refeições não emagrece

Pessoas com um dia-a-dia preenchido e que estão a tentar emagrecer muitas vezes caem no erro de não comer todas as refeições diárias, com o intuito de reduzir a ingestão calórica total. Simplesmente pensam que a ideia de saltar refeições ajuda a emagrecer. Depois concluem por experiência própria, mas sem saber bem o porquê, que esse método não contribuí para a perda de peso. Se você identifica-se com este grupo, saiba porque é fundamental para a sua dieta comer diariamente várias refeições pequenas.

Controle as suas refeições

A alimentação equilibrada é a base para uma vida saudável. Poi isso, é importante ter em atenção o número de refeições o os alimentos que ingere em cada uma delas. Deve fazer um bom planeamento das suas refeições, garantindo que o seu organismo recebe todos os nutrientes necessários para um funcionamento benéfico. Se jejuar durante horas para tentar perder peso, o organismo cria automaticamente um reflexo de defesa que consiste em começar a trabalhar de forma mais lenta, afim de poupar energia.

Esse mecanismo de sobrevivência dificulta o processo de queimar gorduras e converte tecido muscular em gordura, podendo desenvolver uma gastrite, pois sem alimentos para digerir o suco gástrico entra em conflito com as paredes do estômago. Para além disso, quando as pessoas se privam de comer por muito tempo, o cérebro recebe uma informação de alerta avisando da necessidade urgente da ingestão de alimentos altamente calóricos, ou seja, vão começar a ter um apetite voraz e comer muito mais do que aconselhável numa dada refeição.

Se saltar refeições o corpo passa a gastar menos calorias mas vai precisar ingerir mais calorias. O que acontece é que perde simplesmente massa muscular e não gordura. O resultado final é um corpo mais flácido e com mais gordura. Para evitar todos estes inconvenientes é importante não saltar refeições. E mais, em vez de comer três grandes refeições por dia, deverá comer cinco ou seis refeições com menor quantidade de alimentos e sem grandes intervalos entre uma e outra. Dessa forma, o total de calorias que deve ingerir e que o seu organismo necessita ao longo do dia serão repartidas por várias refeições.

Siga esta sugestão de organização das refeições diárias:

  • Um bom pequeno almoço: 15-20% das necessidades calóricas diárias (NCD)
  • Um lanche a meio da manhã: 10-15% das NCD
  • Um almoço equilibrado: 25-35% das NCD
  • Um lanche a meio da tarde: 5-10% das NCD
  • Um jantar ligeiro: 20% das NCD

As primeiras refeições do dia deverão ser mais reforçadas que as restantes, pois é durante o dia que necessitamos de maior quantidade de energia. O ideal será jantar duas horas antes de deitar e diminuir a quantidade de alimentos em relação ao almoço.

Faça o seu comentário

Powered by WordPress | Designed by: best suv | Thanks to trucks, infiniti suv and toyota suv