Para que serve o retinol e como atua na pele?

O retinol é um dos melhores ingredientes contra o envelhecimento da pele, reduz as rugas e linhas de expressão, atenua as manchas próprias da idade e as causadas pelo sol, melhora ainda a textura da pele e reduz os poros, por isso é um ingrediente utilizado em muitos cremes anti-envelhecimento.

O que é o retinol e o que este pode fazer pela sua pele?

Para que serve o retinol e como atua na pele?O retinol é uma forma pura de vitamina A, derivado do ácido retinoico ou tretinoína. Nos seus inicios o retinol era apenas utilizado no tratamento da acne, no entanto, verificou-se que este ingrediente fazia atenuar rapidamente os sinais de envelhecimento da pele. Mas como era muito forte e abrasivo, a solução foi criar uma forma mais ligeira e menos agressiva para a pele. O retinol acabou por ser a solução perfeita para lutar contra os sinais de envelhecimento da pele.

O ácido retinoico ou tretinoína são outras formas de retinoides (retinóide é o nome dado a todas as formas de vitamina A) muito fortes e agressivas, sendo normalmente receitadas pelos dermatologistas para tratar a acne, cicatrizes de acne e alguns tipos de psoríase. Mas, a nivel cosmético usa-se o retinol ou retinaldeído, que é uma forma mais suave do que o ácido retinoico, e que atua sobretudo como ingrediente anti-envelhecimento, para reduzir rugas e estimular a produção de colágeno.

E a Vitamina A da dieta ?

Durante a juventude o corpo assimila bem a vitamina A que se ingere através da dieta (por exemplo, laranjas, cenouras, espinafre, peixe, ovos ou produtos lácteos). O corpo converte a vitamina A em retinol. No entanto com o passar dos anos tona-se mais difícil para o organismo cumprir esta função. Por isso, nas peles maduras é quase imprescindível a utilização de cremes, soros, ou ampolas com retinol.

A partir dos 25 anos diminui a produção de colagénio, fase na qual muitos especialistas recomendam o retinol para combater os primeiros sinais de envelhecimento da pele.

Pode o retinol fazer desaparecer as rugas?

O retinol não promete milagres, mas é uma das armas cosméticas mais poderosas para diminuir as rugas, combater as manchas, as marcas de acne, a oleosidade e poros abertos. O retinol é particularmente útil para minimizar o envelhecimento da pele causada pela exposição ao sol – o fotoenvelhecimento.

O retinol pode ser utilizado em diferentes concentrações, mas os cremes existentes no mercado aptos para o consumidor, contêm níveis muito baixos de retinol, o que torna a sua aplicação, mesmo em casa, uma forma segura para a pele. No entanto e devido ao seu efeito esfoliante, já que o retinol atua como um peeling, este deixa a pele muito sensível ao sol, por isso é necessário o uso de um protetor solar durante o dia, o ideal seria um factor de proteção igual ou superior a 50, mesmo com o céu nublado.

Quando começa a notar os primeiros resultados?

Depois de quatro semanas de aplicação nota-se que o estado da pele melhora visivelmente: poros menos dilatados, as pequenas linhas desaparecem e as manchas ficam mais atenuadas. Depois de cerca de 12 semanas, estes efeitos são, ainda mais visíveis. Já as rugas profundas, os cremes que contêm retinol ajudam a estimular a produção de colágeno, mas os resultados não são instantâneos, estima-se que é preciso cerca de três meses para ver resultados.

Actualmente existem no mercado muitos produtos que contêm retinol, para reduzir rugas, manter a pele lisa e melhorar a aparência. Algumas marcas são: Shiseido (linha Benefiance), Vichy (linha Reti-C), Roc, Retisdin e Avene Ystheal (farmácias).

Qual a dose certa de retinol para a pele?

As percentagens de retinol nos cremes vão desde concentrações muito baixas de 0,01% até 0,03%, passando por níveis moderados de retinol, de 0,04% até 0,1%, e percentagens elevadas, desde 0,5% até 1% de retinol. Estes últimos, trazem resultados surpreendentes, mas por vezes, podem gerar efeitos secundários como vermelhidão ou descamação da pele.

Básicamente, os cremes com uma baixa concentração de retinol são menos eficazes do que os cremes com uma dose mais alta, mas para as peles mais sensíveis, uma baixa concentração é um bom começo, para que a pele se adapte ao novo produto.

Podemos dizer, que a quantidade de retinol que cada pele precisa depende do tipo de pele e do problema a tratar, bem como da tolerância de cada pele a este ingrediente. Sendo assim, o grau de tolerância da sua pele, deve ser descoberto por si, podendo ir experimentando diferentes concentrações de retinol para ver como a sua pele reage.

Dicas para iniciantes

Em caso de irritações

Cada pele reage de forma diferente ao tratamento com retinol. Se é a primeira vez ou tem a pele muito sensível, comece com uma dose baixa, não devendo aplicar todos os dias, já que o retinol pode provocar irritações, como vermelhidão, descamação e ressequidão. Recomenda-se aplicar duas vezes por semana, e se a pele reage bem, aumentar gradualmente. Não se assuste se notar irritação da pele durante quatro dias, que é o período de adaptação próprio da pele, mas caso continue, suspenda a aplicação do produto.

O retinol, quando aplicado à noite, vai ajudar no processo de reparação da pele, mas também pode ser usado durante o dia sob um protector solar. Em caso de irritações, um bom remédio caseiro é a aplicação de compressas de chá verde, já que contém substâncias protetoras e anti-inflamatórios capazes de combater a vermelhidão e irritação. Para nutrir as áreas secas da pele os hidratantes com ácido hialurónico ou óleo de argan são de grande ajuda.

Manter a pele hidratada

Os cremes com retinol são já por si muito potentes, por isso os cuidados com o rosto devem estar rodeados de muita suavidade. Na limpeza diária da pele use produtos suaves, que não ressequem a pele. Não faça peelings, exfoliantes de qualquer tipo enquanto estiver a fazer um tratamento com retinol lembre-se, de proteger a pele dos raios UV com um protector solar com um FPS 25 ou maior, todos os dias.

Faça o seu comentário

Powered by WordPress | Designed by: best suv | Thanks to trucks, infiniti suv and toyota suv