Qual o protetor solar mais adequado à sua pele?

É do conhecimento geral que a exposição excessiva ao sol pode causar danos irreversíveis na pele e que o mais importante é a proteção. Mas como escolher o protetor solar mais adequado? Fique a saber um pouco mais sobre como atuam os protetores e aprenda a escolher o mais indicado para si.

Qual é o seu fototipo cutâneo?

Os fototipos cutâneos são uma escala de classificação da pele, em função da sua coloração e reação à exposição solar. Existem seis fototipos, da pele mais clara à mais escura, aumentando de acordo com a quantidade de melanina (pigmento que dá cor à pele) presente em cada fototipo:

Fototipo I: branco, queima-se sempre e nunca se bronzeia (muito sensível à radiação solar)

Fototipo II: branco, queima-se facilmente e dificilmente se bronzeia (sensível)

Fototipo III: moreno, bronzeia-se e queima-se de forma moderada (moderadamente sensível)

Fototipo IV: moreno, queima-se pouco e bronzeia-se com facilidade (pouco sensível)

Fototipo V: muito moreno, raramente queima e bronzeia-se muito (muito pouco sensível)

Fototipo VI: negro, nunca se queima, bronzeia-se (nada sensível)

Esta escala significa que, quanto, menor for fototipo cutâneo, maiores cuidados deve ter aquando da exposição ao sol, pois a pele é mais sensível aos danos causados pela radiação UV.Qual o protetor solar mais adequado à sua pele?

O que significa Fator de Proteção Solar (FPS)?

A pele, quando exposta ao sol sem proteção, leva um determinado tempo até ficar vermelha. Quando se usa um protetor solar com FPS 15, por exemplo, a mesma pele leva 15 vezes mais tempo para ficar vermelha. Assim, uma pele que demore 10 minutos a ficar vermelha, demorará 150 minutos, se usar um FPS 15.

A escolha do FPS deve variar em função inversa ao fototipo cutâneo: quanto mais baixo for o fototipo, mais alta deve ser a fotoproteção, ou seja, o FPS.

De acordo com normas da União Europeia, todos os protetores solares devem ter inscrito no rótulo o FPS e o grau de fotoproteção. Desta forma, encontrará protetores solares com fotoproteção baixa (FPS 6 ou 10), média (FPS 15, 20 ou 25), elevada (30 ou 50) ou muito elevada (50+).

A proteção contra UVA e UVB

É importante esclarecer que o FPS refere-se apenas aos raios ultravioleta B (que são muito fortes no verão e afetam as camadas superficiais da pele, causando vermelhidão). Ainda assim, a União Europeia estipulou que a uma fotoproteção elevada, deve corresponder uma proteção também elevada contra raios ultravioleta A (que penetram profundamente na pele e causam fotoenvelhecimento). Desta forma, os protetores solares disponíveis no mercado devem proteger a pele tanto dos UVB como dos UVA.

Não esquecer que a aplicação do protetor deve ser efetuada 15-30 minutos antes da exposição ao sol para ser realmente eficaz. Reaplique o protetor quando em contacto com toalhas, depois de nadar ou se suar. Complemente esta proteção com óculos de sol e chapéu e não se exponha ao sol na horas de maior calor, mesmo que aplique uma fotoproteção alta.

Faça o seu comentário

Powered by WordPress | Designed by: best suv | Thanks to trucks, infiniti suv and toyota suv