Como deve ser a alimentação da mulher grávida

Todas as pessoas devem ter uma alimentação com refeições bem pensadas, com ingredientes bem combinados, equilibradas, variadas e sobretudo cumpridoras da roda dos alimentos, mas quando se trata da gravidez, a alimentação da mulher grávida, tem de ser ainda mais cuidada. Não deve deixar passar muito tempo sem comer, entre as refeições, e deve beber bastante água, para manter a hidratação do seu corpo e do seu bebé.

O mito existe: “Uma mulher grávida tem de comer por dois”?

É verdade que existe o mito popular, que diz que uma mulher grávida “tem de comer por dois”, mas também é verdade que isto não passa de um mito. A mulher grávida não precisa de comer por dois, para se manter em forma e conseguir um bom desenvolvimento para o seu filho. Precisa de comer em qualidade e não em demasiada quantidade. Deve alimentar-se de forma saudável, equilibrada e harmonizada, de acordo com as necessidades essenciais, em cada fase de desenvolvimento da gravidez.Como deve ser a alimentação da mulher grávida

1º Trimestre

Durante o primeiro trimestre, ou seja, durante a formação do bebé, a grávida deve dar privilégio ao consumo de alimentos ricos em ácido fólico, vitamina A e magnésio, uma vez que estes nutrientes são essenciais para a formação de proteínas estruturais e hemoglobina. Pode encontrar estes nutrientes, em alimentos como: abóbora, carne de vaca, cenoura, leite, maça, milho, ovos e queijo, entre outros. Estes alimentos ajudam na formação e desenvolvimento do novo ser, atuando na prevenção de doenças congénitas. É de salientar que durante este primeiro trimestre, não deve fazer qualquer ajuste na alimentação, em termos de quantidade, apenas na qualidade dos alimentos, de forma que não falte nenhum nutriente, durante o processo de formação do bebé.

2º Trimestre

No decorrer do segundo trimestre, o feto está em constante crescimento, o que implica um aumento da exigência energética de cerca de 300 kcal por dia, no entanto basta mais um pão ou dois copos de leite, por dia. É nesta fase que se desenvolve entre outras, a parte cerebral, deve pois tentar comer mais fruta, produtos hortícolas, pois são alimentos ricos em vitaminas e sais minerais; leite e seus derivados são importantes fontes de proteínas e cálcio, assim como o peixe e a carne, que além das proteínas também fornecem ferro e omega 3. Todos estes nutrientes são indispensáveis ao desenvolvimento e crescimento do novo ser, mas não se esqueça que deve ingerir apenas mais 300 kcal por dia, para além do seu habitual, para não haver lugar a um aumento de peso desproporcional.

3º Trimestre

Na última fase da gravidez é essencial não só o desenvolvimento e o crescimento do feto, mas também toda a preparação para trabalho de parto. Neste sentido a alimentação da mulher grávida deve ser rica em fibras, ácido fólico, ferro e proteínas, mantendo o aumento de 300 kcal por dia, promovendo deste modo, um melhor funcionamento do sistema digestivo e sanguíneo. Durante toda a gravidez, a alimentação deve respeitar sempre, a roda dos alimentos.

Faça o seu comentário

Powered by WordPress | Designed by: best suv | Thanks to trucks, infiniti suv and toyota suv