Cuidados da Pele com Psoríase

Os cuidados da pele com psoríase são extremamente importantes como base do tratamento da psoríase. Embora atualmente ainda não exista a cura definitiva para esta doença, os cuidados extremos com a pele ajudam a reduzir e aliviar os sintomas.

A hidratação da pele é de extrema importância par evitar a sua secura e sensibilidade. Para tal, podemos usar produtos receitados pelo médico com ingredientes especialmente formulados para tal fim, ou produtos naturais como óleos e cremes gordos, sem fragâncias e aditivos para não irritar a pele.

 

Como hidratar a pele com Psoríase

Psoríase – doença da pele

A psoríase é uma doença crónica, autoimune mas não contagiosa, que afeta determinadas partes do corpo, entre as quais os joelhos, cotovelos, a zona lombar, mas também o couro cabeludo, as mãos e os pés.

Na pele com psoríase a renovação das células epidérmicas faz-se de forma muito acelerada em relação à pele normal (8 dias, no caso de uma pele com psoríase e 28 dias numa pele normal). Como consequência, o resultado é a acumulação de células epidérmicas que formam placas avermelhadas cobertas com escamas. Quem se vê afetado por esta doença, normalmente tem dias melhores que outros, dependendo da intensidade dos surtos.

A psoríase pode provocar problemas emocionais e sociais. Por isso o recurso a especialistas (médico, psicólogo, terapeuta…) pode revelar-se numa grande ajuda para enfrentar melhor a doença. Factores psíquicos, são por vezes apontados como desencadeantes da doença, no entanto não parecem ser a causa original da psoríase, já que esta tem a sua origem no sistema imunológico.

Como cuidar da pele com psoríase

O tratamento da psoríase visa eliminar as placas, diminuir a inflamação e a irritação e devolver a suavidade à pele.  As pomadas, cremes, loções e champôs para tratar a psoríase contêm ingredientes que ajudam a aliviar os sintomas e reduzir o desconforto causado na pele.

Um duche rápido é melhor do que um banho longo. É recomendável que a água não esteja demasiado quente e fazer uso de sabonetes não agressivos. O sabonete para a psoríase deve ser para peles muito secas ou com tendência a irritar, deve conter ingredientes das plantas e óleos naturais para a limpeza completa da pele sem a desidratar. Os banhos com extrato de aveia coloidal ou óleos têm propriedades emolientes e atenuam a comichão.

Um banho de imersão não só ajuda a sentir-se melhor, mas também contribui para remover as escamas, tornando as placas menos densas. É fundamental secar bem a pele após o banho. Depois do banho é de suma importância hidratar a pele a fim de reduzir a inflamação e a descamação.

Como devem ser os cremes para tratar a psoríase

O leque de opções para tratar a pele com psoríase são enormes. O tratamento médico da psoríase a nível tópico faz-se sob a forma de pomadas, loções e cremes com substâncias que podem ter muito a poucos efeitos colaterais.

  • As loções emolientes que permitem uma esfoliação muito superficial, contendo ácido salicílico ou láctico, aplicado duas ou três vezes ao dia ajudam a hidratar e amaciar pele
  • Cremes que contenham alcatrão de carvão ou de hulha fazem diminuir o crescimento de novas células, evitando assim, a formação de placa e a irritação da pele
  • Cremes com retinóides (vitamina A), embora não tão rápidos como os corticosteróides, são muito eficazes, no entanto, podem causar irritação e secura
  • Cremes com vitamina D3 para o tratamento da psoríase leve a moderada, podem ser tão eficazes como as pomadas de cortisona, mas com menos efeitos adversos
  • Cremes com corticosteróides (cortisona), reduzem a inflamação aguda, mas devido aos efeitos secundários, devem ser receitados pelo médico

Como hidratar a pele com psoríase

Convém alternar o tratmento médico da psoríase, com o tratmento natural. Os produtos naturais para hidratar a pele com psoríase e evitar a sua secura e a formação de mais placas, não devem conter fragâncias e outros aditivos, pois poderiam irritar a pele. Muitas pessoas que sofrem de psoríase moderada e grave, encontram alívio imediato com produtos naturais.

Se tem a sua pele seca, não use loções à base de água, mas use cremes gordos que fornecem à pele gordura e hidratação, como pomadas, cremes hidratantes gorduros e óleos naturais. Este tipo de cremes, pomadas e óleos hidratam a pele, suavizam as placas e devolvem elasticidade à pele. Os melhores hidratantes para a pele com psoríase são os seguintes:

  • Aloe vera para a psoríase, ajuda a acalmar a irritação e a coceira
  • A ureia ajuda a eliminar as placas e a hidratar a pele
  • O dexpantenol, também chamado Pantenol ou Provitamina B5, hidrata a pele e restaura a elasticidade natural da pele, sendo por isso adequado para peles secas, irritadas ou avermelhadas
  • Óleos vegetais, como rosa mosqueta, óleo de amêndoa, de jojoba, de coco, azeite, óleo de onagra ou prímula são ricos em vitamina E e têm propriedades hidratantes e protetoras da pele, sendo qualquer um deles um ótimo hidratante para a psoriase
  • Amanteiga de karité, graças ao seu elevado teor de gordura, hidrata e contém altos níveis de vitamina A
  • Outro excelente hidratante para a psoríase, são os cremes com camomila. A camomila é uma erva anti-inflamatória que acalma e suaviza a pele
  • Cremes com ceramidas e aveia, que proporcionam um extra de hidratação às peles sensíveis
  • São também muito indicados os óleos minerais com a glicerina e as gorduras animais (lanolina)

Muitos destes ingredientes estão disponíveis em forma de óleos naturais ou em cremes para hidratar a pele com psoríase. A pele seca, com escamações e coceira necessita estar sempre hidratada, várias vezes ao dia, por isso estes óleos e cremes gordurosos podem ajudar a aliviar o desconforto. Uma boa dica é aplicar uma grande quantidade de óleo nas zonas afetadas antes de ir para a cama.

A vaselina para a psoríase embora, em princípio, seja benéfico, mas não convém usar, porque depois de removida aumenta a secura na pele, isto é, tem um efeito desidratante. A vaselina é muitas vezes utilizada no tratamento da psoríase, mas acaba por provocar mais desidratação, porque quando é removida deixa a pele ainda mais seca devido a uma maior perda de água.

O Bio-Oil é um óleo seco, que embora não seja específico para a psoríase, é muito hidratante e pode ser usado durante a noite ou após o banho, ajudando a repor a elasticidade da pele seca.

Psoríase no couro cabeludo

Quando a psoríase aparece no couro cabeludo não deve ser confundida com a caspa, esta é mais espessa e está presa ao couro cabeludo. Além disso, há muita irritação, descamação da pele e comichão. As áreas mais afetadas são atrás das orelhas, na nuca ou na testa ao longo da linha do cabelo. O tratamento médico normalmente consiste em shampoos com ácido salicílico e outros produtos com corticóides que requerem prescrição médica. São também aconselháveis shampoos para a caspa com piritionato de zinco.

Para o tratamento da psoríase no couro cabeludo é recomendado os shampoos com fórmulas suaves de uso diário com ingredientes como o alcatrão de carvão ou a piroctona olamina. Os shampoos anti-caspa habituais são muito agressivos e ressecam o couro cabeludo, quando usados por um longo período de tempo.

No início de qualquer tratamento contra a psoríase, a caspa deve ser primeiro removida, para que o tratamento penetre e possa ter mais efeito. Esfregar o couro cabeludo com um óleo natural, como o azeite de oliva, antes de ir dormir, deixando de molho durante a noite, não só ajuda a hidratar o couro cabeludo com psoríase, como amolece as placas, e assim serão mais facilmente retiradas. Depois lavar o cabelo no dia seguinte com um shampoo especial. Este procedimento deve ser realizado vários dias seguidos.

Remédios alternativos

Um remédio natural para aliviar a comichão e remover as escamas da psoríase é o óleo da árvore-do-chá. Mas teste primeiro, antes de usar, numa pequena área da pele, para ficar a saber se não é alérgico. Se o óleo da árvore-do-chá é bem tolerado, passe diariamente algumas gotas deste óleo nas áreas afetadas.

A luz do sol é bastante eficaz no tratamento da psoríase. Por isso é benéfico expor-se todos os dias cerca de meia hora ao sol. Não se esqueça de proteger a pele saudável (sem psoríase) com creme solar de alta proteção.

Uma mudança nos hábitos alimentares podem trazer melhorias. Privar-se durante três semanas de ingerir proteína animal (carnes, leite, manteiga, queijo), uma vez que a digestão das proteínas formam toxinas que podem agravar a psoríase. O álcool  e o glúten são também suspeitos de provocar surtos de psoríase. É por esta razão, que as terapias alternativas recomendam uma dieta purificante para limpar o intestino e, ajudar assim, a reduzir a proliferação de leveduras, fungos e bactérias.

A importância de balneoterapia é notável no tratamento da psoríase. A estadia num spa, com a aplicação de lamas e sais, emolientes, água de enxofre ou silicato e sessões de hidratação e relaxamento, pode ter efeitos benéficos no controle da psoríase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *