Gravidez sem uma gota de álcool

A gravidez é, por norma, o tempo de eleição, o momento mais desejado na vida, de qualquer mulher. No entanto, este não deve ser estragado com maus hábitos e más opções, mas sim aproveitado de forma saudável e enriquecedora. Assim que a mulher decide que quer engravidar, deve preparar-se física e psicologicamente, para esta experiência única e maravilhosa. É durante o período de gestação, que a mãe comunica física e emocionalmente com o bebé.

Entretanto, deve desfrutar de todos esses momentos com extremo sentido de responsabilidade e com a consciência de que tudo o que ela faz, tem interferência direta, na sua saúde e na do bebé, que se está a gerar, no seu interior. Uma mulher grávida deve ter muito cuidado com a alimentação e com a quantidade e a qualidade das bebidas que ingere, durante todo o período de gestação, porque tudo o que ela comer ou beber chega quase diretamente ao bebé, através da placenta e do cordão umbilical, pelo sistema sanguíneo, por isso é imprescindível que viva a gravidez sem uma gota de álcool.

Perigos do álcool na gravidez

Gravidez sem uma gota de álcool

Segundo um estudo publicado na revista científica, “PLOS ONE”, assinado por pesquisadores das universidades de Oxford e Bristol (Reino Unido), o consumo de álcool durante a gravidez, mesmo em quantidades moderadas, pode afetar levemente o QI da criança. Esta conclusão foi obtida, após análise e posterior avaliação de cerca de quatro mil crianças, estabelecendo a relação entre as respetivas mães e o consumo de álcool, durante o período de gestação.

Uma gravidez deve ser vivida, sem uma gota de álcool, pois o álcool contido nos vinhos, cervejas ou outras bebidas, passa facilmente para o feto em desenvolvimento, através da placenta. A prática de beber, durante o tempo de gestação, aumenta o risco do bebé nascer com problemas motores, físicos, mentais ou comportamentais. A todo este conjunto de distúrbios dá-se o nome de síndrome do alcoolismo fetal.

As crianças com síndrome do alcoolismo fetal, normalmente apresentam malformações a nível físico, quer interiormente nos órgãos, ou externamente ao nível da face e da coordenação motora. Apresentam também distúrbios de comportamento, podendo chegar ao atraso mental. Quando atingem a idade escolar, normalmente enfrentam dificuldades de aprendizagem, memorização e atenção. Ao longo da vida, estas dificuldades vão-se manifestando a nível pessoal, tanto nas relações afetivas ou de amizade, como a nível profissional com menos oportunidades de emprego e de obtenção de sucesso.

Não deixe para amanhã, o que pode fazer hoje e a partir do momento em que pensa ter um filho, comece a preparar-se para a grande mudança da sua vida, a conceção e o acolhimento do novo ser. É muito importante que todas as mulheres grávidas sigam as instruções do médico especialista, incluindo o não consumo de bebidas alcoólicas, uma forma de evitar futuras consequências, tanto para a mãe como para o bebé. Para que se sinta de consciência tranquila, opte pela felicidade e realização do seu filho, viva uma gravidez plena e, sem uma gota de álcool.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.